Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

ADRIANA WERNECK , 20 DE AGOSTO DE 1968 ATÉ 2021.

Fernando Vasconcelos | 22 de Março de 2021 - 14:38

 Amizade fica registrada no coração. Uma impressão íntima que sempre reflete lembranças que são eternas.

As perdas são fatos incontestáveis da vida. A perda que traz muita dor para nós, seres humanos, é o falecimento de nossos entes queridos. É uma dor impossível de ser descrita, principalmente quando se tratar de uma pessoa que faz parte da sua família, boa e amorosa.

A história da Adriana Werneck se mistura com a minha, pois batalhamos muito como pais das nossas filhas Natalia e Ester e como profissionais no Jornal do Brasil, Jornal de Brasília e Meio e Mídia, pautando seu trabalho pelo esforço, honestidade, entusiasmo, confiança em si, enfrentando momentos diante das dificuldades naturais da existência humana.

Um novo dia renasce para nossas filhas, seus familiares, amigas e amigos sem a Adriana. Conseguimos ser amigos porque tive sabedoria para entender, suas ideias, seus bons conselhos, seu profissionalismo gerado pela capacidade que a rodeavam.

Pedaço da história, pedaço da amizade, pedaço do tempo, exemplo de filha, mãe, irmã, tia, amiga que segue desenvolvendo tudo que apostamos, que plantamos, que semeamos. Seu legado e frutos serão colhidos pelas nossas filhas, parentes, amigas e amigos, porque eu vi e convivi o quanto ela plantou.

Vai fazer falta o seu alegre sorriso, o seu olhar, seus conselhos, da sua sincera amizade, suas atitudes de mãe. Hoje acordamos sem a Adriana Aparecida Werneck. Faleceu ontem as 20:40 no Hospital de Campanha da PMDF por complicações oriundas da COVID-19. É uma dor que necessita de tempo para ser curada.

O velório será amanhã no cemitério Campo Esperança de 8hs00 às 10hs00. Enterro as 10:30.