Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

AFRICA TRAZ AFETO ENFERRUJADO PARA SENTIR NATAL DA NATURA

Redação | 01 de Dezembro de 2021 - 15:02

O Natal aproxima-se e traz consigo a esperança do reencontro, mas também um sentimento de ter perdido o jeito. Será que enferrujamos para o afeto? Em sua nova campanha para o Natal, a Natura nos convida a voltar a sentir: o abraço apertado, o sorriso compartilhado, o entrelaçar das mãos e o afeto que se mostra nos pequenos gestos. "Afeto Enferrujado" simboliza o primeiro filme de Natal em animação da marca, refletindo toda a emoção que essa data merece.

A campanha, assinada pela Africa, retrata uma boneca de lata que percebe o enferrujar do seu abraço, após tanto tempo sem abraçar. Ao sentir a fragrância da Natura, ela desperta a sua memória e acelera o desejo do reencontro com a sua avó. O tão esperado encontro presencial destrava o abraço e as faz desenferrujarem e retomarem a forma como pessoas reais, mostrando que o afeto é o que nos torna mais humanos. Com a metáfora do enferrujar, a animação, produzida pela Pródigo Filmes em parceria com Pedro Conti, renomado artista 3D, remete à perda da prática em dar e receber afeto após tanto tempo e convida a todos a voltarem a sentir o Natal.

"Com o tempo parece que perdemos aquilo que nos é mais intrínseco: a demonstração do afeto. No entanto, não podemos esquecer o que faz parte de todos nós - e não perdemos o jeito. As trocas e relações tomam uma nova forma diante da esperança de novos momentos, lembranças e partilhas. Só é preciso um passo, um gesto, para retomar todo o afeto que guardamos", destaca Fernanda Rol, diretora de Marketing da Natura no Brasil.

Além do filme de 30" com estreia na TV aberta e versão para os canais digitais da Natura, a campanha também conta com ação de influenciadores nas redes sociais e participação da Nat, no Twitter, que também irá contar sobre seu próprio desenferrujar das relações. A campanha será veiculada na América Latina.

"Acho que todos nós nos deparamos com essa situação: de querer abraçar, de querer trocar, mas já não saber mais exatamente como. Nosso traquejo social e nossa afetuosidade ficaram meio fora de forma. Mas um gesto pode destravar o afeto. E esse desenferrujar, metáfora tão simples, encontrou na magia da animação sua melhor tradução", afirma Sophie Schonburg, diretora executiva de Criação da Africa.