Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

Ambev e Coca-Cola Brasil unem esforços pela água

Redação | 23 de Março de 2016 - 14:43




Ambev e Coca-Cola Brasil, duas das maiores companhias de bebidas do mundo, estão se unindo, neste Dia Mundial da Água, para anunciar que vão atuar em conjunto por uma causa importante para toda a sociedade: a disponibilidade de água nas cidades brasileiras.

Juntas, as empresas vão trabalhar com a The Nature Conservancy (TNC), organização ambiental líder no mundo, para pôr em prática uma série de medidas para a proteção de nascentes nas bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), que cruzam uma região onde vivem mais de cinco milhões de pessoas e que abastecem represas essenciais para a população do interior de São Paulo e da região metropolitana da capital paulista.

As medidas incluem a restauração de florestas e solos em áreas de mananciais, o apoio a políticas públicas para a recuperação florestal e o engajamento do produtor rural na preservação das fontes de água. O trabalho começará pela restauração de áreas-chave para a saúde dos mananciais, em propriedades rurais de Jundiaí (SP), em uma ação que beneficiará, no médio prazo, os mais de 350 mil habitantes do município.

A cooperação entre as companhias pela conservação ambiental é um desdobramento do compromisso assumido por elas, ao aderirem ao programa Coalizão Cidades pela Água, promovido pela TNC. Ele tem o objetivo de ampliar a disponibilidade de água para mais de 60 milhões de brasileiros em 12 regiões metropolitanas e, ainda, reduzir os riscos para os negócios das empresas que atuam nessas regiões. Já fazem parte da Coalizão 11 empresas de diversos setores, inclusive concorrentes de mercado, que se unem em uma ação que beneficia não apenas suas operações, mas toda a sociedade. 

"O compromisso da Ambev com a água é um negócio muito sério. Na última década, investimos em tecnologias e numa gestão inovadora que nos ajudaram a reduzir o consumo de água em mais de 40%. Além de cuidar do consumo interno, há mais de cinco anos conservamos e recuperamos importantes bacias hidrográficas brasileiras, com o projeto Bacias. Fazer parte da Coalizão foi uma maneira de ampliar ainda mais o impacto de nossas ações", afirma Renato Biava, diretor de responsabilidade social da Ambev.

"Precisamos unir esforços para garantir a oferta de água no país. É uma agenda prioritária, acima de qualquer lógica concorrencial. O investimento contínuo que já fazemos em soluções para redução e reutilização de água garantem nossa eficiência industrial, mas temos que ultrapassar a fronteira de nossas fábricas. Independente de termos obtido desde 2013 a neutralidade em água, devolvendo ao meio ambiente 100% da água que usamos na produção de nossas bebidas, queremos fazer mais e de forma colaborativa. Ao investir em conjunto na gestão sustentável de bacias hidrográficas, queremos compartilhar valor com a sociedade, pois os ganhos não beneficiam somente uma empresa ou outra, mas toda a comunidade”, afirma Pedro Massa, diretor de Valor Compartilhado da Coca-Cola Brasil.

Já fazem parte da Coalizão empresas globalmente reconhecidas, como Ambev, Coca-Cola, Femsa, Fundación Femsa e Klabin. Também apoiam a iniciativa Arcos Dourados/McDonald’s, Bank of America Merrill Lynch, Faber-Castell, Kimberly-Clark, Pepsico e Unilever. As empresas participantes contribuirão, durante os próximos cinco anos, com ações de gestão sustentável da água em suas cadeias de produção e com aportes para projetos de restauração florestal em áreas-chave para a saúde dos mananciais.

Já no lançamento, a Coalizão conta com o aporte de 18 milhões de reais, o equivalente a 15% da expectativa total de arrecadação de 120 milhões de reais nos primeiros cinco anos. Esse valor ajudará a levantar outros recursos, públicos e privados, como os da compensação ambiental – situações em que uma empresa ou pessoa física precisa compensar a derrubada de árvores para uma atividade econômica replantando-as em outras áreas. A soma dos investimentos deve chegar a 1 bilhão de reais no fim do período.

Com o apoio das empresas, a TNC poderá expandir ações que já trazem resultados comprovados, como a restauração florestal em trechos dos sistemas Cantareira e Alto Tietê, em São Paulo, e do Guandu, no Rio de Janeiro. A organização também terá condições de levar iniciativas similares para novas capitais em diversas regiões do país.

Conheça as cidades onde a Coalizão atuará e os critérios científicos para a escolha das áreas que serão reflorestadas, no site www.tnc.org.br/agua.