Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

BRB acata parte dos recursos da Cálix propaganda e adia entrega das propostas

Fernando Vasconcelos | 02 de Outubro de 2020 - 16:02

     Foi suspensa a Sessão Pública de abertura dos envelopes da Concorrência do BRB – Banco de Brasília, marcada para o dia 28/09, que selecionaria 02 agências para atendimento da conta, com verba estimada em R$ 35 Milhões no primeiro ano.

A agência Cálix Propaganda apresentou recurso administrativo no início do mês contra o Edital dessa Concorrência, apontando algumas inconsistências no texto e pedindo a revisão de algumas exigências, consideradas irregulares por parte da argumentação jurídica da agência.

O documento da agência apontou cinco falhas: a exigência de pessoal sem garantia de mínimo investimento anual; aplicação de sansão pelo BRB, percentual de desconto de 20% para volume de mídia acima de R$ 25 Milhões mas sem previsão de aplicação de proporcionalidade em caso de mídia abaixo desse valor, revisão do período de ação do briefing da campanha e prazo de publicação dos membros da comissão abaixo de 10 dias da data de abertura.

Poucos dias antes da abertura, o BRB comunicou às agências a suspensão da sessão de abertura dos envelopes. O motivo alegado foi de que o edital precisará de alterações.

Para a agência Cálix, o Banco comunicou que acatou parte do recurso e precisará de um prazo para adequação do texto do certame. No comunicado, a instituição comunica que analisou as considerações e a Comissão Permanente de Licitação (CPL) entendeu que é de grande importância e relevância a alteração do edital, por isso uma nova data foi marcada: 19/10/2020.

As alegações consideradas em parte pela Comissão e que serão alteradas são: proporcionalidade de desconto para volume de mídia abaixo de R$ 25 Milhões, mas sem previsão de aplicação de proporcionalidade em caso de mídia abaixo desse valor, prazo da apresentação dos membros da comissão de 10 dias e aplicação de sansão pelo BRB respeitando as regras já estabelecidas por leis superiores.

O banco publicou algumas alterações no site, entendendo que essa revisão contribui para a realização de um processo claro e transparente.