Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

ESTADÃO REDUZ IMPRESSO E ANÚNCIOS SERÃO EM MÓDULOS

Redação | 19 de Outubro de 2021 - 10:03

O Grupo Estado começou a veicular o jornal impresso modernizado, com um formato menor, entre o antigo standard (jornalão) e o tabloide, no modelo alemão berliner. Foi um processo de desenvolvimento feito com e para os leitores, segundo nota do Estadão. Com o lançamento do novo produto, o jornal, que tem 146 anos, também lança a campanha “Eu penso com o Estadão”, criado pela Lew’Lara/TBWA.

O formato dos anúncios se alterou para módulos ─ antes o espaço destinado era vendido em centímetros e colunas. Foram criados novos moldes para a publicidade, como lateral duplo, lateral simples e selo editorial. Em 2015, o jornal australiano Fairfax realizou um teste e comprovou que o anúncio no formato germânico tinha um impacto 50% maior, além de ser 22% mais efetivo.

Para Paulo Pessoa, diretor executivo comercial do Estadão, “ao lançarmos um novo produto impresso, que segue as melhores práticas mundiais e com um conteúdo que conversa com o leitor de hoje, teremos uma base de clientes mais fiel e satisfeita. Adicionalmente, como passamos a usar um formato que também otimiza o impacto das ações publicitárias, proporcionamos às marcas um meio ainda mais efetivo para se relacionarem com o seu público-alvo", comenta Pessoa.

A iniciativa é a continuidade da campanha de posicionamento “Vem Pensar com a Gente”, veiculada em 2020, que apresentou as mudanças pelas quais o veículo estava passando, reposicionando e modernizando a marca. A campanha é resultado de um projeto construído e desenvolvido por um grupo de profissionais de Comunicação e Marketing, composto pelas equipes do Estadão e Lew’LaraTBWA.

Para Francisco Mesquita, diretor-presidente do Grupo Estado, essa renovação fortalece o contínuo progresso do grupo, símbolo de sua trajetória. “É mais um movimento liderado pelo Estadão no mercado brasileiro, mantendo nosso compromisso de sempre inovar e buscar as melhores soluções para nossos clientes”, completa o executivo.

Para João Caminoto, diretor de jornalismo do Estadão, ”esse processo de transformação que o jornal vem realizando é fruto de pesquisas que foram cuidadosamente realizadas para que mantivéssemos a tradição, mas, ao mesmo tempo, entregássemos mais modernidade ao nosso leitor”.

As mudanças começam já na abertura do jornal, com a Coluna do Estadão agora na página 2. A seção Notas & Informações, com dois editoriais, será mantida na página 3. Dessa maneira, combinam-se bastidores do noticiário político e a Opinião do Estadão. O terceiro editorial passa a ser publicado junto ao noticiário.

De sexta a domingo, a nova seção A Fundo tratará de temas em profundidade, de qualquer área, em formato de grandes reportagens, perfis, entrevistas, infográficos e ensaios fotográficos. As seções serão separadas em cores, o que facilita a identificação de cada assunto presente no Estadão.