Estudantes concluem campanhas sobre descriminalização da maconha

Redação | 12 de Abril de 2016 - 15:55
Lucas Quinelato e Bruna Paniago são integrantes do Comunica Que Muda, projeto de Comunicação de Interesse Público da nova/sb

Os nove estudantes que foram selecionados em fevereiro para unir forças com a nova/sb num projeto de Comunicação de Interesse Público, o Comunica Que Muda (CQM), acabam de apresentar a campanha que prepararam sobre descriminalização da maconha.

Na última quarta-feira (6), os três grupos defenderam as ideias que foram desenvolvidas ao longo de todo o mês de março.

José Linneu, diretor de criação do projeto CQM na nova/sb destacou que “muitos profissionais experientes não fazem uma apresentação tão completa quanto as destes estagiários”.  “Eles resgataram a alegria e a leveza da publicidade de antigamente”, complementa Hermes Zambini, VP de Criação da nova/sb.

O material está em produção e é segredo absoluto. As peças serão veiculadas na internet, nas redes sociais e outros parceiros, além dos canais do próprio CQM. A agência revela que a ideia trará uma abordagem inusitada sobre o assunto e garantem que vai gerar surpresa.

“Todo o processo criativo foi desenvolvido em conjunto. Os que tinham mais habilidades em criação focaram mais nisso, mas todos trabalharam juntos, criaram peças, músicas, etc. Na equipe tem estudante de Direito, cientista social, jornalista, relações públicas e publicitário”, conta Zambini.

A experiência no processo foi bem avaliada pelos estudantes. “A nova/sb reforçou ainda mais a minha paixão pela profissão, me mostrando uma outra vertente e uma outra maneira de tratar sobre um assunto de forma descontraída e muito eficiente”, revela a estudante de publicidade, Bruna Paniago.

Lucas Quinelato, um dos colegas de estágio de Bruna, complementa a frase da estudante: “Não estava decido sobre minha carreira e meu futuro, agora vejo que gosto e quero trabalhar com publicidade. Aqui pude expressar minha criatividade e todo conhecimento que tive em trabalhos anteriores e na universidade, só que com um suporte gigantesco de profissionais experientes e dispostos a nos ajudar a desenvolver um melhor projeto”.

A ideia é que alguns talentos sejam aproveitados na agência. Essa pluralidade de colaboradores garante uma posição de destaque no cenário do mercado publicitário do país e no exterior.

Os demais temas a serem abordados pelo Comunica Que Muda – suicídio, mobilidade urbana, produção de lixo e intolerância – serão desenvolvidos ao longo de 2016. A nova/sb revela que com exceção do Suicídio, todos os temas surgiram pelo Índice Popsynergy de popularidade, uma ferramenta de pesquisa qualitativa e quantitativa desenvolvida pela própria nova/sb. “A partir daí pegamos os assuntos mais polêmicos. A descriminalização da maconha foi escolhida em função de estar para ser votada pelo Supremo Tribunal Federal.”, afirma Bob Vieira da Costa, presidente e sócio-fundador da nova/sb.

O tema foi abordado com profundidade no dia 02 de março, quando a nova/sb organizou um debate na Casa do Saber de São Paulo. O encontro reuniu o ator e colunista Gregório Duvivier; o advogado Pedro Abramovay; o criador do jornal Voz da Comunidade, René Silva; o psiquiatra Valentim Gentil; e a jornalista e apresentadora Barbara Gancia. O debate, que durou cerca de 2h, pode ser assistido no site http://www.comunicaquemuda.com.br/aovivo.