Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

Fundação Roberto Marinho muda design da marca, no Dia da Educação

redação | 28 de Abril de 2021 - 15:02

 Neste 28 de abril, Dia da Educação, a Fundação Roberto Marinho lançou o novo desenho de sua marca e novo posicionamento. A campanha de lançamento, que traz o lema "Despertamos futuros", entrou no ar na TV Globo, Canal Futura, GloboNews, GNT, Multishow, Viva, SporTV, Bis, Canal OFF e Mais na Tela, além de também marcar presença na Globo.com.

"Foi um trabalho muito cuidadoso e sensível, porque a identidade visual da Fundação faz parte da sua história. A nova marca conecta a Fundação Roberto Marinho à contemporaneidade, ao mesmo tempo em que respeita a solidez de sua trajetória. Ela imprime o dinamismo que define a Fundação, que atua de forma colaborativa e inovadora para responder aos cenários mais desafiadores com agilidade e efetividade", explica Wilson Risolia, secretário geral da Fundação Roberto Marinho.

Mais vibrante, positiva e plural, a marca tem a proposta de se mostrar mais conectada, mais jovem, estando mais aberta e disponível para trocas. Elementos gráficos formados por linhas e tramas remetem ao conceito do movimento, das trajetórias das pessoas e das conexões que se estabelecem entre educadores, famílias e comunidades, numa rede de despertares pela educação. Os cantos arredondados na nova logomarca trazem mais modernidade, mais energia e mais flexibilidade.

"O olhar da Fundação Roberto Marinho para a escuta, o diálogo e a convicção no poder de transformação da educação, suportada pelo coletivo, foram os elementos que permearam a criação de referências da nova marca. De uma forma simbólica, a campanha estimula esse despertar e mostra quantas possibilidades nascem ao abrir mentes e corações para o outro e para o mundo, refletindo a força e a credibilidade da Fundação", esclarece Manuel Falcão, diretor de Marca e Comunicação da Globo.

Os filmes contam com as vozes de Camila Pitanga e Lázaro Ramos, e convidam o público a embarcar nesse desafio que é o despertar futuros com a educação como guia.

A trilha sonora do filme foi composta com a colaboração de Jorge Junior, Samuel Silva e Gabriel Pereira, três jovens da comunidade da Grota, em Niterói (RJ), que fazem parte do grupo "Batida Clássica". Em ritmo de funk, eles tocam violino, violoncelo e contrabaixo e são exemplos que estimulam também o despertar de outros jovens que sonham com um futuro melhor.

A nova marca busca traduzir a atuação da Fundação, que desenvolve soluções educacionais de apoio aos jovens, crianças, professores e gestores para enfrentar os principais desafios da Educação no Brasil, como defasagem na aprendizagem, distorção idade-série, evasão escolar e a inclusão qualificada dos jovens no mundo do trabalho.

Para isso, desenvolve conteúdos e serviços educacionais em diversas plataformas e atua em parceria com instituições públicas e privadas, entidades do Terceiro Setor e organizações da sociedade civil, promovendo redes de cooperação entre os diversos atores do contexto da Educação. Hoje, a Fundação atua em seis frentes: distribuição multiplataforma de conteúdo de educação e cultura; formação de professores e apoio às redes de ensino; serviços educacionais; novas metodologias e produtos; produção de evidências para políticas públicas e projetos sociais.

São iniciativas como as mais de 1.500 videoaulas de Ensino Fundamental e Médio disponibilizadas gratuitamente no YouTube do Canal Futura; e a nova faixa de conteúdo infantil, segmentada por idades e por área do conhecimento, exibida pelo Futura na TV e nas plataformas Canais Globo e Globoplay. Em apoio aos professores e gestores, a Fundação desenvolveu matrizes curriculares com foco na aceleração de aprendizagem, disponíveis também gratuitamente; promove cursos de formação em parceria com redes públicas de todo o país e cursos livres online, além de disponibilizar parte do seu acervo pedagógico para download, com mais de 900 aulas de Ensino Fundamental 2 e Médio.

A Fundação também trabalha pela inserção dos jovens no mundo do trabalho, com 120 mil participantes do programa Aprendiz Legal, que garante formação profissional de acordo com a Lei da Aprendizagem. Já na Plataforma Juventude, Educação e Trabalho, estão disponíveis dados e análises sobre os principais indicadores desses temas no país, produzindo um panorama sobre os maiores desafios para gestores e educadores, segundo a entidade.