Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

Miami Innovation Experience promove espaço com inovação e tecnologia

Redação | 03 de Fevereiro de 2020 - 17:02

 Com acesso a espaços únicos, uma sequência intensa de atividades e troca de experiências com visionários que estão em constante busca por melhorar a forma com que fazem negócios, o Miami Innovation Experience, promovido pelo ECQ Learning, acontecerá  nos dias 25 e 26 de março em Miami, na Flórida. 

Georgia Roncon está à frente da organização do evento e explica que os participantes conhecerão negócios totalmente disruptivos, ampliarão o networking, além de adquirir conhecimento e inspiração para novos projetos. “A disrupção de vários setores está mais próxima do que do nunca. Por isso nossa equipe estará imersa nesses dias de aprendizado e network em um HUB de inovação para a América Latina, que é Miami”, destaca.

Serão dois dias de evento e neles os participantes vão aprender como empresas estão transformando o mundo através da tecnologia e qual é o impacto desse fator do mercado mundial. Novidades como o IoT (internet das coisas), Big Data, Block Chain, Inteligência artificial e realidade virtual estarão presentes nas pautas do MEXP.

As palestras e painéis trarão apresentações com cases de inovação relevantes aliados a tecnologia nas mais diversas áreas de atuação. Além disso, contará com espaços dedicados ao diálogo, troca de ideias e network entre profissionais voltado especialmente para a relação entre EUA e Brasil. “Vamos falar sobre a importância de referências locais e como é fundamental entender a realidade americana, que envolve estilo de vida, riscos empresariais, contabilidade, programas de vistos e investimentos financeiros”, a empresário explica.

Entre os palestrantes estão Maurício Lorenzetti, especialista em fintechs e co-fundador da Finconecta, Victor Navarro, presidente da Global Excel América Latina, Eduardo Mattos, especialista em cultura de sturtups e Helbert Costa, fundador da Block21.

O evento é voltado para empreendedores, CEOs, startups e entusiastas da inovação. Para Georgia, os gestores devem entender que isso é parte fundamental das mudanças rápidas que estão ocorrendo no mundo. “É preciso correr mais riscos, internacionalizar conhecimentos e aprender a se adaptar às necessidades do mercado”, finaliza.