Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

Ministério da Saúde lança campanha impactante sobre importância da vacina

Redação | 11 de Outubro de 2018 - 15:19

  O Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde possui um histórico de sucesso, ajudando o país a erradicar doenças como a poliomielite, a caxumba e a rubéola, além de eliminar o sarampo. Mas foi justamente este sucesso obtido em décadas de campanhas de vacinação eficazes que fez com que, nos últimos anos, a população relaxasse para o perigo que essas doenças representam.

Dados do Ministério da Saúde indicam que muitas pessoas deixaram de ter medo de doenças como a poliomielite por desconhecer as sequelas que ela traz, como a paralisia infantil, ou por acreditar que se tratam de doenças do passado. Junto a isso, o aumento do fluxo migratório da população (sobretudo de países onde essas doenças ainda existem) e muita desinformação causada por boatos de que as vacinas não funcionam ou trazem efeitos colaterais provocaram o que se vê hoje: um quadro de cobertura vacinal em queda e propício para a proliferação de vírus que podem voltar a fazer vítimas no país.

Por conta disso, o Ministério da Saúde está lançando uma campanha que alerta para a importância de manter sempre a vacinação em dia, e, para mostrar que a situação pode se tornar perigosa caso as coberturas vacinais não sejam mantidas, pela primeira vez o mascote das campanhas de vacinação, o Zé Gotinha, aparecerá com um tom sério e preocupado. A comunicação se desenvolve de forma impactante ao mostrar casos reais de pessoas que sofrem até hoje pela não vacinação, sob o conceito: “Porque, contra o arrependimento, não existe vacina”.

Um dos casos mais emblemáticos é o de Eliana Zagui, que tem 44 anos e há 42 anos sofre de uma paralisia severa que a obriga a viver dentro do Hospital das Clínicas de São Paulo. Eliana é tetraplégica e respira com a ajuda de aparelhos. Quando criança, não foi vacinada contra a poliomielite por estar com febre. Apesar das dificuldades, Eliana se tornou artista (pintando com a boca), já escreveu um livro e hoje faz questão de dar o seu depoimento para mostrar a importância da vacinação, para não deixar que outras pessoas sofram com a enfermidade que a privou de uma vida fora do hospital.

Outro caso retratado na campanha é o de Neuza Costa, que tem 57 anos. Quando criança, ela perdeu 5 irmãos, que morreram por consequência das complicações do sarampo, uma doença de alto grau de contágio.

A campanha entra no ar a partir de hoje 11/10 e conta com 2 filmes de 60” e 30”, spots de rádio, anúncios de jornal e revista, mobiliários urbanos, painéis, DOOHs e diversas ações na internet e nas redes sociais, com o Zé Gotinha assumindo um papel de influenciador digital. Além disso, serão produzidos materiais como o calendário de vacinação para serem distribuídos para todas as unidades de saúde do Brasil. Para facilitar a busca, todo o conteúdo pode ser acessado procurando pela #FalaGotinha e encontrado na página: saude.gov.br/vacinacao.

Ficha Técnica:
Cliente: Ministério da Saúde
Agência: Calia Comunicação
Título: Vacinação Geral
Direção de Criação: Cláudio Leite
Criação: Cezar Martini e Bruno Lima
Planejamento: Marcelo Sembongi e Pedro Jean
Mídia: Cecília Crespo, Mayko Chaves e Fabilini Sousa
Atendimento: José Badaró, Adriana Mercadante e Fernanda Duarte
Produção RTV e Gráfica: Marcos Araújo e Fernanda Machado
Produtora de Vídeo: Vapt Filmes
Direção do Filme: Kiko Lomba
Produtoras de Áudio: Lira / Muzak
Aprovação: Ugo Braga, Levi Narciso, Eisenhower Bonfim, Juliana Vieira, Nathalia Gardini e Marina Morais