Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

Nova/sb é tri no prêmio Pró-Ética

Redação | 13 de Dezembro de 2019 - 09:51

 A nova/sb obteve, pela terceira vez consecutiva, o selo Empresa Pró-Ética, reconhecimento concedido pela Controladoria Geral da União (CGU) para empresas com adoção voluntária de programas de integridade. A premiação ocorreu hoje, durante a 1ª Conferência Internacional de Promoção da Integridade, em Brasília.

O Pró-Ética é entregue a instituições que adotam as melhores práticas, baseadas na Lei Anticorrupção, para prevenir e interromper atos ilícitos. Cerca de 30 auditores da CGU participaram da análise de documentos apresentados pelas empresas interessadas em competir. E coube a um comitê gestor, composto por 10 entidades, confirmar as aprovadas.

Como nas edições de 2016 e 2017, a nova/sb é a única agência de publicidade a conseguir a aprovação pela CGU. Nesta edição bi-anual, Pró-Ética 2018/2019, foram 373 empresas que solicitaram acesso ao prêmio. Do total, 152 foram avaliadas e somente 26 aprovadas por comprovarem a implementação de medidas de promoção de uma cultura ética e de integridade.

Para o ministro da Advocacia Geral de União (AGU), presente na abertura do evento, “as empresas credenciadas com o Pró-Ética ganham referência internacional de marca, de prestígio”.

Já o ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, falou do desafio de mudar a cultura da integridade em todo o País. “Temos 70% dos 189 órgãos com planos de integridade e nossa meta para 2020 é chegar a 100% do serviço público federal”.

A nova/SB é a primeira agência de publicidade a adotar um programa de integridade corporativa no Brasil, e a premiação representa o reconhecimento de uma nova fase do compliance da agência. “Estamos desenvolvendo e implementando o logintegridade, um sistema digital próprio, desenvolvido para automatizar, facilitar e deixar ainda mais transparente e eficiente a gestão dos processos internos de acordo com as normas e leis que regulamentam o mercado publicitário”, afirmou o gerente de integridade da nova/sb, Otávio Venturini.